<-- home

Por um teclado mais produtivo

Aposto que não é somente comigo que grande parte das teclas de teclado ficam subutilizadas. Para não dizer mal utilizadas; em alguns casos como o CapsLock. Pensando nisso, fiz um conjunto de modificações em meu teclado facilmente replicáveis em sistemas Linux.

Meu sistema operacional: o Archlinux, e qualquer outra distro que se preze, utiliza o XKB para gerenciar teclados no X. Os comandos descritos abaixo vão funcionar para esses casos e somente na sessão atual. Para fazer com que as alterações persistam as sessões basta salvar o(s) comando(s) desejado(s) no arquivo ~/.xinitrc.

Capslock

Desde que comecei a utilizar o computador utilizei o Capslock para digitar qualquer coisa em CAIXA ALTA. Nunca gostei dessa prática, mas também nunca tive motivos o bastante para parar de fazê-la. Não obstante, desde que adotei o Vim como ambiente de desenvolvimento e escrita, o Capslock se torna um estorvo por inserir comandos indesejados - visto que V e v no vim são comandos totalmente distintos.

Levando isso em consideração decidi desabilitar o Capslock:

Desabilitando

setxkbmap -option caps:none

Trocando layouts

Até então, eu vinha trocando os layouts pt,en de meus teclados utilizando o alt+shift, visto que o Capslock ficou livre de suas responsabilidades, resolvi utilizá-lo para trocar de layout.

setxkbmap -layout 'us,br' -option 'grp:caps_toggle,grp_led:caps'

Para trocar com o alt+shift (modo antigo):

setxkbmap -option grp:switch,grp:alt_shift_toggle,grp_led:scroll us,br

Reiniciando o X

Até então eu vinha sentindo falta do comando tradicional para reiniciar a sessão

setxkbmap -option terminate:ctrl_alt_bksp

Colando no terminal

O comando para colar no terminal é shift+insert, só que no teclado no macbook insert não existe. Abaixo segue uma solução de mapeamento do insert no lugar do command da direita. Dessa forma é possível colar no terminal utilizando as teclas shift da esquerda mais command da direita.

xmodmap -e "keycode 134 = Insert NoSymbol Insert"

Em teoria o xmodmap funciona se colar o comando no ~/.xinitrc - só que não no meu caso.

A melhor alternativa que encontrei para persistir este comando foi colocando-o da seguinte forma no meu ~/.bashrc

if [ -n "$DESKTOP_SESSION" ]; then
    /usr/bin/xmodmap -e "keycode 134 = Insert NoSymbol Insert"
fi

Espero que estas dicas lhe sejam úteis. Caso tenha alguma dica de como otimizar o teclado - por favor, deixe-me saber.