<-- home

God Delusion Talk by Dawkins

Here’s a quite impressive talk of Richard Dawkins in the end of this Movie: The God Delusion


There is no all seeing all loving god to keep us free from harm. But atheism is not a recipe for despair, I think the opposite: by disclaiming the idea of a next life we can take more excitement in this one. The here and now is not something to be endured before eternal bliss or damnation. The here and now is all we have: an inspiration to make the most of it. So atheism is life affirming in a way religion can never be.***


Look around you, nature demands our attention, beg’s us to explore, to question. Religion can provide only fossils ultimately not satisfiable answers; science, in constantly seeking real explanations, constantly reveals the true majesty of our world in all it’s complexity. People sometimes say: there’s must be more than just this world, than just this life, but how much more do you want? We are going to die and that makes us the lucky ones; most people are never going to die because their never going to be born. The number of people who could be here in my place outnumber the sand grains of Sahara. If you think in all different ways that our genes can be permuted, you and I are quite grotesquely lucky to be here. The number of events that have to happen in order for you to exist; in order for me to exist - we are privileged to be alive and we should make the most of our time on this world.***

Tradução livre

Não há um Deus que tudo ama e tudo vê cuidando de nós. Mas ateísmo não é um convite ao desespero, penso que seja o contrário: descartando a ideia de uma próxima vida nós somos levados a levar esta com mais empenho. O aqui e agora não é algo passageiro preludiando prazer ou desespero eterno. O aqui e agora é tudo o que temos: uma inspiração para tirarmos o máximo dessa vida. Nessa perspectiva, ateísmo é a afirmação da vida de uma forma que a religião nunca será.

Olhe ao redor, a natureza nos demanda atenção, nos pede que exploremos, que questionemos. A religião nos fornece apenas fósseis de respostas insatisfatórias; ciência em contrapartida, por estar sempre buscando as explicações reais, constantemente revela a verdadeira majestade de nosso mundo em toda sua complexidade. As pessoas às vezes dizem: deve haver mais do que apenas este mundo, que apenas esta vida, mas quanto mais você deseja? Nós vamos todos um dia morrer e isso faz de nós os mais sortudos; a maioria das pessoas nunca vai morrer porque elas nunca vão nascer. O número de pessoas que poderia estar aqui no meu lugar é maior do que o número de grãos de areia do Saara. Se você pensar em todas as diferentes formas em que os nossos genes poderiam ter sido permutados - você e eu somos grotescamente sortudos. O número de eventos que tiveram que acontecer para que você exista, para que eu exista - nós somos privilegiados por estarmos vivos e nós devemos fazer o melhor de nosso tempo neste mundo.